sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Preso na Bahia acusado de matar adolescente em Campinas

Jovando Gomes de Jesus esteve em Ribeirão Bonito na terça-feira (22) 

Marcel Rofeal, da Redação - Atualizado às 19h30 de 01/02/2013

Foto: Reprodução/Foguinho Eventos
Após quatro dias de buscas, a polícia de Várzea da Roça, a 306 km de Salvador, capturou na tarde desta quinta-feira (31) em Aroeira, distrito de Mairi, o acusado de matar a adolescente Bianca de Lara Rocha, de 14 anos, em Campinas, no interior de São Paulo. Jovando Gomes de Jesus, de 42 anos, confessou o assassinato e disse estar arrependido. O crime ocorreu há dez dias e há indícios de que a vítima tenha sofrido abuso sexual. Ribeirão Bonito serviu de escala na fuga.

Mais de dois mil quilômetros separam o local do crime de onde o acusado foi preso nesta quinta. De Campinas a Ribeirão Bonito, onde ele foi visto na terça-feira (22), foram 175 km. Em sua passagem, Jovando teria falado sobre o assassinato e despertou a atenção de conhecidos. Logo depois, foram mais 1.944 km até Mairi, na Bahia, onde buscou refúgio na casa de familiares. Na cidade, ele teria tentado abusar de duas mulheres e roubado o celular de uma delas entre os dias 25 e 29 de janeiro. 

Para a polícia, a passagem do suspeito por Ribeirão Bonito foi um dos fatores determinantes para a solução do caso. Informados sobre um indivíduo com as mesmas características do acusado no município e sobre os comentários que ele teria feito, policiais militares fizeram buscas e começaram a coletar informações até descobrirem que Jovando empreendeu fuga para a Bahia. O 38° Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I) repassou as informações à polícia baiana.

Durante a investigação da polícia ribeirão-bonitense, que considerava a hipótese de o acusado ainda estar na cidade, um telefonema à família da vítima sobre o comentário de Jovando em Ribeirão Bonito levou familiares a invadirem o cômodo em que ele morava, nos fundos da residência de Bianca, e encontrassem o corpo debaixo da cama do acusado. A vítima vestia apenas uma camiseta e teria sido morta por asfixia com um pedaço de pano. Laudos periciais dirão se houve violência sexual. 

Jovando foi encaminhado para a Delegacia de Várzea da Roça, a 12 km de Mairi. Dezenas de moradores protestaram em sua chegada. Na carceragem, ele assumiu a autoria do crime e confessou que Bianca foi morta por motivo fútil, mas negou o estupro. Ele ficará preso em Várzea da Roça, mas poderá ser transferido para São Paulo nos próximos dias. “É inacreditável o que aconteceu com a menina e nunca ninguém ia imaginar que ele podia fazer isso”, disse uma tia da vítima.


Veja mais: 


(*) Com informações de Agmar Rios Notícias e TVB Campinas

2 comentários:

toninho disse...

Esse cara morava aqui em Ribeirão Bonito,vendí uma antena parabolica para ele.Muito dissimulado ou muito burro!!!tomara que pegue 30 anos de cadeia,já que essa é a pena maxima.

Toninho da Agesat

Ines disse...

Sinceramente fiquei com pena do assassino vi a entrevista dele para um jornal Baiano,era analfabeto ,a avó segundo ele falou cuidava do dinheiro dele ,a menina ia no quartinho dele se insinuar pra ele,sempre de camiseta e calcinha com 14 anos ,sentava de modo provocante e istorquia dinheiro dele .a avó segundo ele esperava o marido sair ia para a cama com ele .no dia do fato a menina disse que ia falar pra avó que ele a tinha estuprado .ele disse mil vezes matei estou arrependido mas não à estuprei façam os exames e comprovem (pobre e analfabeto ),vai morrer na cadeia enquanto o Calheiros assume um cargo de muita importância NO SENADO BRASILEIRO !